“O poder só é efetivado enquanto a palavra e o ato não se divorciam, quando as palavras não são vazias e os atos não são brutais, quando as palavras não são empregadas para velar intenções, mas para revelar realidades, e os atos não são usados para violar e destruir, mas para criar relações e novas realidades.” (ARENDT, Hannah Condição Humana, 2007, p. 212)

RELAÇÃO DE MESAS REDONDAS DE ALUNOS ORIENTADOS PELO PROF. MANOEL ARNÓBIO - DIA 14 DE MAIO DE 2014


1- A (IN)EFETIVIDADE DA REPARAÇÃO DE DANOS RECONHECIDOS EM SENTENÇA PENAL CONDENATÓRIA (14H00MIN)
CONSTA NA PROGRAMAÇÃO: INOVAÇÕES E RETROCESSOS DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL PARTE 2 ( EXECUÇÃO CIVIL FUNDADA EM SENTENÇA DE EXECUÇÃO PENAL)
2-OS DESAFIOS DA JUSTIÇA NA BUSCA DA SUA EFETIVIDADE (19h00min)
I - A morosidade como promotora de injustiças: uma análise sobre a absolvição do ex-presidente Collor de Melo e julgamentos de outros velhos processos- Danielle Espíndola;
 II - O simples visto como complexo: um estudo sobre a falta de implantação dos Juizados Especiais na Região do Pajeú – PE -Eugênia Sisan;
III - O Direito do acesso à Justiça mitigado pela ausência de Defensores Públicos-Edite Ferreira;
 IV - As tutelas de urgência como forma de resposta célere a demanda - Maria Rozineide
 V - As iniciativas do Conselho Nacional de Justiça na busca de uma Justiça efetiva -Manoel Arnóbio.
3-CONTRATOS E SOCIEDADE: UM ESTUDO SOBRE A PRESENÇA DOS CONTRATOS NA VIDA COTIDIANA (19H00MIN)

I - Contratos de Seguro: Um estudo a respeito do direito a indenização pelo adimplemento substancial Uratinai Ketlis de Andrada Oliveira
II - Planos de saúde: Função social ou econômica? - Eduarda Guimarães
III - Telefonia móvel: Um serviço ou desserviço à sociedade?- Edson Siqueira Filho
III - Serviços Bancários e constrangimento: uma análise do período de tolerância nas filas de bancos- José Nilton De Souza ­
IV - Obsolescência programada e a quebra da boa-fé contratual - Everton Filipe
4 - NA PROGRAMAÇÃO CONSTA DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA E O DIREITO À LIBERDADE – 19H00MIN
I- INSCRIÇÃO E TEMA ABORDADO - A RESPONSABILIDADE CIVIL E CRIMINAL DO DEPOSITÁRIO INFIEL E DO DEVEDOR DE PENSÃO ALIMENTÍCIA FRENTE AOS TRATADOS INTERNACIONAIS E A CONSTITUIÇÃO FEDERAL BRASILEIRA (1988).(19H00MIN)

I - A constituição Federal Brasileira e os tratados internacionais: O estudo acerca da aplicação do pacto São José da Costa Rica e o pacto intervenção de direitos cíveis e políticos as leis brasileiras - Dynairan Diniz
II - A Prisão Civil no direito brasileiro - Amanda Feitosa
III - Uma analise acerca das sanções aplicada ao depositário infiel e ao inadimplente voluntario de pensão alimentícia - Liliane Alves
IV - Aplicação do Código Penal aos casos  de depositário infiel - Carla Andréa


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dano moral indireto: quem pode pedir reparação por morte ou por ofensa a um ente querido?

Ministro Barroso nega ação sobre regulamentação do artigo 142 da Constituição

Senadores pedem adiamento das eleições municipais