“O poder só é efetivado enquanto a palavra e o ato não se divorciam, quando as palavras não são vazias e os atos não são brutais, quando as palavras não são empregadas para velar intenções, mas para revelar realidades, e os atos não são usados para violar e destruir, mas para criar relações e novas realidades.” (ARENDT, Hannah Condição Humana, 2007, p. 212)

TJPB disciplina expediente forense durante a Copa do Mundo, Corpus Christi e o São João




A edição eletrônica do Diário da Justiça desta terça-feira (13) traz Ato da Presidência do do Poder Judiciário estadual nº 39/14, que disciplina o expediente no Tribunal de Justiça da Paraíba e nas 77ª comarcas do Estado durante os jogos da seleção brasileira na 1ª fase da Copa do Mundo e, também, nos festejos juninos. O ato, assinado pela presidente do TJPB, desembargadora Fátima Bezerra Cavalcanti, se adéqua às medidas de economia sugeridas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ)
.

De acordo com o Ato, as atividades forenses serão desenvolvidas das 7h às 14h, nos dias úteis em que houver jogos do Brasil, ou seja, nos dias 12 e 17 de junho. No dia 19 (Corpus Christi), será facultativo em todo o Poder Judiciário estadual. Já nos dias 23 (véspera de São João) e 24 (São João) será facultativo.

Por fim, conforme a publicação, nas duas últimas sextas-feiras do mês de junho, 20 e 27, as atividades forenses serão desenvolvidas das 8h às 12 e das 14h às 18h, em todas as entrâncias e no Tribunal.

Copa – O 1º jogo da seleção brasileira será realizado no dia 12 de junho (quinta-feira), às 17h, contra a Croácia. Já às 16h, no dia 17 (terça-feira), o Brasil faz sua 2ª partida no mundial. Desta vez, os jogadores enfrentam o México. Encerrando sua participação na primeira fase da competição, a seleção brasileira joga contra Camarões, no dia 23 (segunda-feira), a partir das 17h.

Por Marcus Vinícius

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dano moral indireto: quem pode pedir reparação por morte ou por ofensa a um ente querido?

Saiba como fica a situação dos candidatos eleitos sub judice

Inventário e partilha no Novo Código de Processo Civil