“O poder só é efetivado enquanto a palavra e o ato não se divorciam, quando as palavras não são vazias e os atos não são brutais, quando as palavras não são empregadas para velar intenções, mas para revelar realidades, e os atos não são usados para violar e destruir, mas para criar relações e novas realidades.” (ARENDT, Hannah Condição Humana, 2007, p. 212)

II – SEMINÁRIO DE DIREITOS HUMANOS TEM PÚBLICO RECORDE NO PRIMEIRO DIA




O II Seminário de Direitos Humanos da Faculdade de Integração do Sertão –FIS, que acontece nos dias 19 e 20, teve público recorde no seu primeiro dia de programação.
O Mini Auditório da Faculdade e o novo auditório tiveram eventos concomitantes e mesma assim os dois auditórios ficaram completamente lotados de ouvintes.
Foram apresentados trabalhos de alunos e professores da Faculdade de Integração do Sertão e da Universidade Federal Rural de Pernambuco e do Instituto Federal de Educação da Paraíba.

Vejamos os trabalhos apresentados:

DIA 19 DE MARÇO DE 2015
- REGIMES TOTALITÁRIOS E DIREITOS HUMANOS: UMA PERSPECTIVA DE DIVERGÊNCIAS E ANTINOMIAS.
Expositor: Elias Rosendo Pereira – acadêmico do Curso de Direitos FIS
- O MANDADO DE SEGURANÇA E O HABEAS CORPUS COMO GARANTIAS PROCESSUAIS DOS - DIREITOS HUMANOS.
Expositores: Esterffson Carlos dos Santos Sá e Júlio César Nogueira das Neves – acadêmicos do Curso de Direitos FIS
-DESAPARECIMENTO: A FALTA DE POLÍTICAS SOCIAIS EFETIVAS E SUAS IMPLICAÇÕES.
Expositores: Anderson Dhyego Marinho e Clarcson Santana Maia de Medeiros – acadêmicos do Curso de Direitos FIS
- O RACISMO ESTRUTURAL E A CRIMINALIZAÇÃO DA POBREZA
 Higor Roberto de Lima Brandão - acadêmico do Curso de Direitos FIS
- TRANSCOSTITUCIONALISMO E A IMPORTÂNCIA DA TUTELA DOS DIREITOS HUMANOS FRENTE ÀS CONSTITUIÇÕES NACIONAIS - Expositores: Saulo Lima e Aurineide Francisca
MESA REDONDA
16:00hs
O DEVIDO PROCESSO LEGAL COMO INSTRUMENTO DA DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA.
- O devido processo legal na proteção dos direitos humanos – Leonardo Lino dos Santos Silva acadêmico do Curso de Direito FIS
- Análise do sistema carcerário – Marcela Thais Cruz de Sá acadêmica do Curso de Direitos FIS
- O autoritarismo e o abuso de autoridade dos policiais – Vilma Bezerra de Lima acadêmica do Curso de Direitos FIS
- Casos de “linchamento”: quando a população faz a justiça “com as próprias mãos” – Paula Cristina Mourato Grimaldi acadêmica do Curso de Direitos FIS



MESA REDONDA
A MIDIA E A SUA POSIÇÃO EM RELAÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
Aparecida Joedna da Silva Santos – acadêmica do Curso de Direitos FIS
Cibele Teles de Araújo - acadêmica do Curso de Direitos FIS
Davi Almeida Queiroz- acadêmico do Curso de Direitos FIS

20:00hs. MESA REDONDA (Auditório)
Mediador: Professor Rafael Vicente
EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS: LIMITES E POSSIBILIDADES NO CONTEXTO BRASILEIRO
Expositores: 
                Reinouds Lima Silva – Professor Mestre em Educação do Instituto Federal da Paraíba
                Marcela Cássia Sousa de Melo Benicio Figueiredo professora Ms da UAST
O papel da Ordem dos Advogados na defesa dos direitos humanos – Estheferson Nogueira – Presidente da Subsecção da OAB/PE – Serra Talhada-PE.
DIA 20 DE MARÇO DE 2015
14: 20 – GRUPO DE TRABALHO 2
Mediador: Luciano Léda
-RESTRIÇÃO NA LOCAÇÃO DE IMÓVEIS PARA FAMÍLIAS QUE POSSUEM CRIANÇAS PEQUENAS: UM OLHAR SOB ÓTICA DOS DIREITOS HUMANOS.
Expositor: Ingrid Cavalcante de Alenca e Evelyn Noronha Soares – acadêmicas do Curso de Direitos FIS
- PERCEPÇÕES ANTAGÔNICAS ACERCA DA EUTANÁSIA.
Expositor: Paula Alves de Souza e Girlene Jascinta – acadêmicas do Curso de Direitos FIS
- UM DIÁLOGO SOBRE AS POLÍTICAS PÚBLICAS NA PERSPECTIVA DOS DIREITOS HUMANOS.
Expositor: Anne Caroline Bezerra e Átalo Caio – acadêmicos do Curso de Direitos FIS
-PROVAS DE CERTAMES EM LIBRAS PARA PESSOAS SURDAS
 Expositor: Davi Luis de Azevedo
- O SISTEMA CARCERÁRIO BRASILEIRO E A VIABILIZAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS: uma visão interna do sistema.
Expositores: Francisco Breno da Silva Monteiro e Paula Regina da Silva
15:00hs.  FILME
CABRA MARCADO PARA MORRER –EXPOSIÇÃO TEMÁTICA
Expositores:
Maria Rosangela Barbosa da Silva – Professora  da FIS
Filipe Lima Silva – Professor Ms da UAST
MESA REDONDA (mini auditório)
16:00hs
Mediador: Renato Godoy
O DESRESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS NA AMÉRICA LATINA
Os Direitos Humanos no Brasil: uma abordagem comparativa com américa latina – Josemir de Siqueira Wandeley acadêmico do Curso de Direitos FIS
Análise dos Direitos Humanos na Bolívia e Colômbia – Edson Siqueira Filho acadêmico do Curso de Direitos FIS
Análise dos Direitos Humanos em Cuba – Neide Maria Rozineide do Nascimento acadêmica do Curso de Direito FIS
Análise dos Direitos Humanos na Venezuela e Uruguai – Alysson Rafael de Melo Rodrigues acadêmica do Curso de Direito FIS
MESA REDONDA (sala)
16:00hs
OS EFEITOS PRODUZIDOS PELAS PENAS NO MEIO SOCIAL BRASILEIRO: uma análise acerca da aplicabilidade e eficácia jurídico/social destas.
Maria do Rosário
Andyara Marjore
Daniel Victor
Valcléia Torres
19:00hs 
MESA REDONDA (Mini Auditório)
Mediador: Manoel Arnóbio
AS DIVERSAS FACETAS DOS DIREITOS HUMANOS E SEUS IMPACTOS NO TECIDO SOCIAL
A proteção penal dos direitos humanos e os aspectos decorrentes do garantismo - Ilclécio Ivanilso Gomes Barros – Acadêmico do Curso de Direito FIS
Direito da Vítima e a efetividade dos direitos humanos - Dynairan Diniz Novaes- Acadêmica do Curso de Direito FIS
A pessoa humana como centro protetor do direito a dignidade - Amanda Feitosa- Acadêmica do Curso de Direito FIS
Violação dos direitos humanos nas redes sociais - Paulo César Gomes- Acadêmico do Curso de Direito FIS

20:00hs
 MESA REDONDA (Auditório)
Mediador: Antônio Guerra
A SAÚDE HUMANIZADA COMO DIREITO FUNDAMENTAL
A ética médica e sua humanização – Dr. Luiz Pinto médico e professor da disciplina Ética Médica no curso de Medicina UPE
A judicialização do Direito constitucional a saúde – Manoel Arnóbio de Sousa – Professor da FIS
Planos de Saúde: uma analise a luz do Direito do Consumidor –Luciano Léda - Professor da FIS
22:00hs Encerramento.
              



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dano moral indireto: quem pode pedir reparação por morte ou por ofensa a um ente querido?

Jurisprudência molda os limites para concessão do sursis processual

Ministro Barroso nega ação sobre regulamentação do artigo 142 da Constituição