“O poder só é efetivado enquanto a palavra e o ato não se divorciam, quando as palavras não são vazias e os atos não são brutais, quando as palavras não são empregadas para velar intenções, mas para revelar realidades, e os atos não são usados para violar e destruir, mas para criar relações e novas realidades.” (ARENDT, Hannah Condição Humana, 2007, p. 212)

Ministro Lewandowski recebe presidente da Câmara dos Deputados


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, recebeu nesta quarta-feira o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e os deputados Alessandro Molon (Rede-RJ), Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) e Jovair Arantes (PTB-GO). A audiência foi solicitada pelo presidente da Câmara que pretendia obter mais informações sobre a decisão do Plenário do STF na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 378, que definiu o rito de impeachment de presidente da República.

O ministro Lewandowski entregou ao presidente da Câmara uma cópia da ata do julgamento e do voto do ministro Luís Roberto Barroso que, por ser o voto condutor da decisão, será o redator do acórdão. Na reunião, o presidente do STF afirmou que dará prioridade à publicação do acórdão, o que ocorrerá tão logo os votos dos demais ministros sejam liberados, e ao julgamento de eventuais embargos de declaração.
Leia mais:
http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=306983


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dano moral indireto: quem pode pedir reparação por morte ou por ofensa a um ente querido?

Ministro Barroso nega ação sobre regulamentação do artigo 142 da Constituição

FIGURA PÚBLICA Luciano Hang pode continuar a exibir mensagens em aviões contra Lula