“O poder só é efetivado enquanto a palavra e o ato não se divorciam, quando as palavras não são vazias e os atos não são brutais, quando as palavras não são empregadas para velar intenções, mas para revelar realidades, e os atos não são usados para violar e destruir, mas para criar relações e novas realidades.” (ARENDT, Hannah Condição Humana, 2007, p. 212)

ALPB revoga prisão de deputada estadual investigada em operação da PF


Deputada foi presa preventivamente na manhã desta terça-feira (17) através da 'Operação Calvário - Juízo Final'.
Por G1 PB




ALPB revoga da prisão de deputada estadual investigada em operação da PF — Foto: Zuila Davi/TV Cabo Branco
A Assembleia Legislativa da Paraíba decidiu, na noite desta terça-feira (17), revogar a prisão preventiva da deputada estadual Estela Bezerra (PSB), que é alvo da nova fase da Operação Calvário, da Polícia Federal. A decisão foi tomada pela maioria dos deputados, através de uma votação secreta.



A decisão segue as orientações do Supremo Tribunal Federal (STF) que permite aos legislativos estaduais revogarem prisões de membros de suas respectivas casas legislativas. Trinta deputados participaram da votação, 25 deles votaram pela não manutenção da prisão.

“Nós acabamos de dar a ela o direito de solta, de livre, fazer a sua defesa. Essa é a vontade do parlamento”, reforçou o presidente da ALPB, Adriano Galdino (PSB).
Estela é apontada pela “Operação Calvário – Juízo Final” como uma das articuladoras do suposto esquema que teria desviado recursos da saúde pública da Paraíba nas gestões do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).
A ação investiga organização criminosa suspeita de desvio de R$134,2 milhões de serviços de saúde e educação. Até às 17h, 13 pessoas haviam sido presas, sendo nove na Paraíba, duas no Rio Grande do Norte, uma no Rio de Janeiro e uma no Paraná. Todos os 54 mandados de busca e apreensão foram cumpridos.
A investigação identificou fraudes em procedimentos licitatórios e em concurso público, além de corrupção e financiamento de campanhas de agentes políticos e superfaturamento em equipamentos, serviços e medicamentos.
Segundo a "Operação Calvário - Juízo Final", do valor total desviado, mais de R$ 120 milhões foram destinados a agentes políticos e às campanhas eleitorais de 2010, 201l4 e 2018.
O G1 entrou em contato com a assessoria da deputada estadual Estela Bezerra e, até a última atualização desta reportagem, não obteve resposta. O Partido Socialista Brasileiro (PSB) informou, em nota, "reitera sua confiança na conduta do ex-governador Ricardo Coutinho e dos demais investigados e investigadas, na certeza de que uma apuração isenta e justa resultará no pleno esclarecimento das denúncias".
https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2019/12/17/alpb-revoga-prisao-de-deputada-estadual-investigada-em-operacao-da-pf.ghtm

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dano moral indireto: quem pode pedir reparação por morte ou por ofensa a um ente querido?

Jurisprudência molda os limites para concessão do sursis processual

PROGRAMA POR PONTUAÇÃO OAB - assina contrato com consultoria para implantar Anuidade Zero em 90 dias