“O poder só é efetivado enquanto a palavra e o ato não se divorciam, quando as palavras não são vazias e os atos não são brutais, quando as palavras não são empregadas para velar intenções, mas para revelar realidades, e os atos não são usados para violar e destruir, mas para criar relações e novas realidades.” (ARENDT, Hannah Condição Humana, 2007, p. 212)

Fábrica e concessionária indenizarão cliente por demora em conserto de carro



14/03/2013 07h07

Decisão proferida pela juíza Maria Cristina Barros Gutiérrez Slaibi, da Terceira Vara Cível do Rio de Janeiro, condenou uma montadora de veículos e uma concessionária a indenizar cliente (pessoa jurídica) em razão da demora no conserto de seu veículo.

Informações do TJ/RJ explanam que a “Renault” e a concessionária “Space” deverão pagar, cada uma, R$ 10 mil, a título de indenização por danos morais, a empresa “Grupo Tecla Assessoria Contábil e Jurídica”. As empresas também deverão substituir o veículo à sua consumidora.

Caso – O Grupo Tecla encaminhou um veículo para manutenção, em junho de 2009, para a concessionária “Azurra Paris”. Ocorre que o veículo foi transferido para outra concessionária – Space – sem os seus consentimento e conhecimento.

O veículo precisou de seis meses para que, enfim, ficasse pronto, entretanto, ainda teve que retornar à primeira concessionária para que fosse submetido a novos ajustes mecânicos.

A empresa consumidora arguiu à Justiça que não recebeu qualquer justificativa quanto à demora para a devolução do veículo e, mesmo assim, o carro voltou a apresentar problemas e ficou outros seis meses parado para conserto.

Decisão – Maria Cristina Barros Gutiérrez Slaibi, ao julgar procedente a ação, reconheceu a conduta ilícita das empresas requeridas: “[houve] graves falhas nos reparos realizados, colocando, inclusive, em risco a segurança do autor”, consignou.

A sentença da magistrada, além de condenar ao pagamento da indenização por danos morais e a substituição do veículo, também determinou que a montadora e a concessionária façam o ressarcimento ao Grupo Tecla referentes aos gastos com manutenção, a desvalorização do bem e, por fim, o pagamento de 50% do IPVA do veículo.
 

Fato Notório
http://www.fatonotorio.com.br/noticias/ver/12110/fabrica-e-concessionaria-indenizarao-cliente-por-demora-em-conserto-de-carro/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Saiba como fica a situação dos candidatos eleitos sub judice

Deus morreu e agora tudo pode? Reflexões sobre a prisão do deputado

FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER