“O poder só é efetivado enquanto a palavra e o ato não se divorciam, quando as palavras não são vazias e os atos não são brutais, quando as palavras não são empregadas para velar intenções, mas para revelar realidades, e os atos não são usados para violar e destruir, mas para criar relações e novas realidades.” (ARENDT, Hannah Condição Humana, 2007, p. 212)

Acusado de assalto a bancos de Princesa Isabel será ouvido pela Justiça no próximo dia 17

06/09/2013

A Justiça da Comarca de Princesa Isabel irá ouvir em audiência de instrução e julgamento, no próximo dia 17, o réu Paulo César de Lima. Ele é acusado de integrar o grupo de homens que, em maio deste ano, assaltou duas agências bancárias e destruiu parcialmente o prédio do Ministério Público da cidade. A audiência está prevista para ter início às 8h e será realizada pela juíza Andreia Matos Teixeira, da 3ª Vara Mista da comarca.


Conforme informações do cartório, o assalto ocorreu por volta das 10h20min, do dia 28 de maio deste ano. Um grupo fortemente armado com armas de grosso calibre invadiu a cidade de Princesa Isabel, aterrorizando a população, efetuando disparos a ermo, assaltou as agências do Banco do Brasil e do Bradesco, bem como destruiu parcialmente o prédio do Ministério Público.

O grau de audácia e organização do grupo fez com que o assalto repercutisse junto à imprensa nacional. Paulo César foi preso em flagrante e reconhecido por uma testemunha, tendo a prisão preventiva decretada.
Gecom – Lila Santos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dano moral indireto: quem pode pedir reparação por morte ou por ofensa a um ente querido?

Ministro Barroso nega ação sobre regulamentação do artigo 142 da Constituição

Inventário e partilha no Novo Código de Processo Civil