“O poder só é efetivado enquanto a palavra e o ato não se divorciam, quando as palavras não são vazias e os atos não são brutais, quando as palavras não são empregadas para velar intenções, mas para revelar realidades, e os atos não são usados para violar e destruir, mas para criar relações e novas realidades.” (ARENDT, Hannah Condição Humana, 2007, p. 212)

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Obra digital traz visão de especialistas sobre arbitragem no Brasil e na França


LIVROS
29/01/2019 15:22


Está disponível para download a obra Brasil e França: a Arbitragem na Visão Comparada, organizada pelo ministro Luis Felipe Salomão e pelo professor Cesar Cunha Campos.
O livro (em português e francês) é resultado do seminário Superior Tribunal de Justiça e Corte de Cassação Francesa: a Arbitragem na Visão Comparada, promovido pelo STJ e pela FGV Projetos em 25 de setembro de 2017, em Brasília.

A obra é uma compilação de palestras e discussões realizadas durante o seminário, que reuniu ministros do STJ e membros da Corte de Cassação Francesa num intercâmbio de experiências sobre o uso da arbitragem como solução de conflitos no Brasil e na França.
A publicação reúne opiniões dos ministros do STJ João Otávio de Noronha, Nancy Andrighi, Og Fernandes e Isabel Gallotti; dos juízes Jean-Nöel Acquaviva e Patrick Matet, da Corte de Cassação Francesa; e dos advogados Arnoldo Wald e Luiz Olavo Baptista.  
Segundo os organizadores, esse trabalho também é um incentivo ao aprofundamento do estudo acerca do papel das instituições judiciárias em cada país.
A obra só pode ser encontrada no formado PDF, por meio da plataforma virtual disponível no linkapresentado neste texto. A venda é proibida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário